idolos: sonho ou ilusão?

Seis da manhã. Fui gravar para o Programa Só 2 TV a Audição do Idolos – Temporada 2011 em SP. A fila dobrava quarteirões. Gente em busca de um sonho, de fama e sucesso. Outros em busca do nada. Foram para aparecer, assim como aqueles fantasiados que correm na São Silvestre.  Fui então no inicio da fila e encontrei com o Marciel. Mineirinho simples, jaqueta jeans e todo sorridente. Aproximei para entrevistá-lo e disse: você já é o primeiro. Ele abriu outro sorriso e começou a cantar. Fiz cara de paisagem musical. Não tive coragem de dizer que não valeu a pena ficar 4 dias na fila esperando esta oportunidade. Quem sou eu, naquela hora de desabar seu castelo de ilusões. Assim como o Marciel, outros candidatos a ídolo foram se prontificando frente a câmera. Olhos de esperança, sorriso de “oportunidade única”. Em quase três horas de gravação, apenas 2 pessoas me chamaram a atenção. Os demais? continuam na fila do sonho e da ilusão. E mais uma vez escrevo: quem sou eu para interromper aquele processo do José de Vitoria da Conquista? do Daniel Forrozeiro? Da gauchinha pop esqualida? Do Carlos Peruano? Por que antes de sair de casa não disseram para eles: você não tem a menor chance? Tarde demais. Chegaram dias e horas antes e agora estavam ali. Esperando o momento da audição… mais do que isso, a conquista de um sonho. E enquanto houver sonho, as filas da esperança andarão juntas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*